Posição da mandíbula influencia contratação no ramo profissional

Grupo de pesquisa da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) publicou artigo sobre os impactos da posição da mandíbula

O posicionamento da mandíbula humana – mais para frente ou mais para trás – pode impactar de forma direta as suas chances em uma entrevista de emprego. Ao menos, foi isso que um grupo de estudiosos da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) constatou após realizar um estudo com quatro pessoas.

Pelos resultados obtidos após análise, ficou claro que a posição da mandíbula – Mais retraída ou mais avançada – tem forte influência sobre o quão agradável é a face de um indivíduo. Os avaliadores convidados para os testes foram divididos em quatro grupos: ortodontistas, cirurgiões bucomaxilofaciais, artistas visuais e leigos.

Através de fotos que retratavam o perfil facial de quatro pessoas, foi simulada uma variedade de situações envolvendo a mandíbula humana. Algumas foram mantidas na forma original, e outras fotos foram deformadas, com a mandíbula para frente e para trás.

Fator decisivo

O estudo só confirmou que há uma estreita relação entre a atratividade e harmonia facial com a chance de conseguir um emprego no mercado. A inclusão dos artistas visuais na avaliação, por exemplo, apenas reforça o apelo à importância dada ao critério estético.

O tratamento para corrigir o posicionamento da mandíbula é realizado por especialistas como o ortodontista e o cirurgião bucomaxilofacial. Não espere por surpresas desagradáveis e confira nossas soluções.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *